Como a tecnologia ajuda a enfrentar a crise atual

| 8. jun 2020

Além do impacto humano, a situação atual coloca desafios significativos às empresas e às organizações em todo o mundo, que procuraram reagir com rapidez e responsabilidade, dando primazia à segurança dos seus colaboradores, clientes e parceiros. Consequentemente, também os fluxos de trabalho e as cadeias de produção até então estabelecidos foram completamente alterados ou interrompidos em poucas semanas. Para recuperar desta crise sem precedentes – e ao mesmo tempo continuar a garantir a segurança dos seus funcionários – será necessário adotar caminhos novos e inovadores e a tecnologia será uma alavanca essencial para isso.


Nessa medida, as empresas e as organizações devem contar com parceiros de confiança de serviços de IT, como a Konica Minolta que dispõe do conhecimento e das ferramentas necessárias, nomeadamente soluções seguras para o trabalho remoto, equipamentos de impressão com soluções que reduzem ao mínimo o contacto físico ou câmeras de vídeo inteligentes que ajudam a identificar riscos potenciais à saúde através de sensores térmicos.


“Os desenvolvimentos recentes mostraram como somos vulneráveis ​​- como indivíduos, organizações e sociedades”, diz Olaf Lorenz,general manager da DX Branding Division da Konica Minolta: “Este vírus transformou a nossa força enquanto sociedade globalmente conectada e virou-a contra nós. No entanto, estou certo que seremos capazes de enfrentá-lo e aos seus efeitos através de um dos nossos pontos mais fortes: o engenho e o impulso para a inovação”. A tecnologia é a chave para enfrentar os desafios atuais, garantindo a segurança da força de trabalho, a continuidade dos negócios e mantendo-nos cada vez mais conectados do que nunca na história.

  • De um negócio centralizado a uma rede colaborativa produtiva e descentralizada

Trabalhar em casa tem sido uma opção para uma parte significativa das equipas de trabalho em várias economias e a Comissão Europeia prevê que haja um aumento de 50 a 60% de colaboradores especializados até 2030[1]. Muitos departamentos de diferentes tipos de organizações – desde PME’s a multinacionais - podem trabalhar, efetivamente, independentemente da localização e do horário. Pelo menos em teoria, se tiverem as ferramentas necessárias. “Embora algumas organizações tenham mostrado alguma relutância em adotar o trabalho remoto no passado, estamos a assistir a um aumento compreensível na procura por soluções que o possibilitem”, diz Lorenz. “Em praticamente todos os casos, a principal barreira que identificamos para a introdução de soluções de trabalho em regime remoto é a cultura da empresa, que requer ainda uma presença física dos colaboradores.” Experiências positivas e melhores práticas de teletrabalho nas indústrias ajudam a reduzir tais hesitações.


A Konica Minolta ajuda os clientes a desenvolver o potencial da colaboração digital, ao fornecer exatamente as soluções que atendem às necessidades especificas de cada organização. É o que sucede com a plataforma global da empresa: o Workplace Hub é uma solução completa que fornece a infraestrutura de IT necessária como também um conjunto de ferramentas de colaboração eficientes. A manutenção é assegurada pela Konica Minolta, assim como a gestão das licenças e atualizações.

Como uma solução alojada na cloud, o Microsoft 365 - por exemplo - foi criado para tornar possível o trabalho e a colaboração descentralizados. Com o Microsoft Teams, as reuniões virtuais e o trabalho contínuo em equipa num único documento podem ser novas opções a considerar para os negócios, independentemente de circunstâncias como a atual crise. Para partilhar documentos de forma transparente, eficiente e segura na organização, independentemente do dispositivo e local de trabalho, a Konica Minolta disponibiliza o dokoni SYNC & SHARE. “São soluções que permitem reunir os colaboradores - onde quer que elas se encontrem fisicamente”, explica Lorenz.


  • Ajudar a proteger os funcionários no escritório com soluções inteligentes 

No entanto, muitos funcionários precisam estar fisicamente presentes nas suas empresas. “Nas empresas onde os funcionários não podem trabalhar a partir de casa, a nossa abordagem passa por fornecer soluções inovadoras que também minimizam os riscos dentro da própria organização”, diz Lorenz. “Em ambientes de escritório, por exemplo, é possível aceder remotamente às atuais multifunções da Konica Minolta por todos os dispositivos comuns - minimizando o contato físico com estes equipamentos."

Há também setores de atividades onde existe muita circulação de pessoas, como no retalho, na saúde ou nos serviços públicos e, neste contexto, soluções de vídeo inteligentes, como os dispositivos MOBOTIX da Konica Minolta, podem fornecer um suporte importante: os sensores térmicos destas câmeras são capazes de detectar oscilações de temperatura corporal, por exemplo, e, assim, serem usadas como um indicador para tomar outras medidas de prevenção. Além disso, também podem servir para proteção do edifício em tempos de trabalho remoto.


  • Comprometida em superar a crise - em todo o mundo

Sendo uma empresa global e com um portfólio altamente diversificado, a Konica Minolta apoia muitas iniciativas globais. Em Itália, por exemplo, trabalha na melhoria do sistema de saúde, trabalhando em conjunto com o Istituto Italiano di Tecnologia, um centro de pesquisa em Génova, e o Hospital Casa Sollievo della Sofferenza, em San Giovanni Rotondo, Foggia. Juntos, os robôs são desenvolvidos para apoiar a monitorização dos pacientes – e por consequência das equipas médicas. Além disso, os relatórios semanais divulgados pelo laboratório de pesquisa e desenvolvimento da Konica Minolta em Roma são uma fonte amplamente aceite.

Na Austrália, a Konica Minolta utiliza as suas impressoras 3D para produzir equipamentos de proteção individual e ventiladores para as equipas médicas, enquanto a Konica Minolta Business Solutions (UK) participa na iniciativa C19 Business para enfrentar a crise, juntamente com 200 empresas.

Nos Estados Unidos, a subsidiária da Konica Minolta, Ambry Genetics, está a trabalhar no fornecimento de testes para funcionários essenciais na linha da frente e pacientes. A Ambry pretende fornecer vários milhares de testes de reação em cadeia da polimerase por semana. Além desse compromisso, a Konica Minolta e as suas subsidiárias chinesas doaram impressoras multifuncionais (MFPs) e equipamentos médicos no valor de 1,2 milhões de dólares na China.

“Estamos todos juntos nesta situação, que é claramente desafiante, e o compromisso da Konica Minolta passa por trazer os seus conhecimentos e produtos para facilitar a situação atual de empresas e dos seus colaboradores. Tendo um portfólio tão diversificado, podemos contribuir de diferentes formas. Ao fornecer ferramentas de colaboração para o teletrabalho e outras soluções inteligentes, como as câmeras Mobotix e impressoras inteligentes, o nosso objetivo é oferecer apoio a todos os clientes, de acordo com as suas necessidades”, conclui Olaf Lorenz da Konica Minolta.