Konica Minolta revela tendências de IT para 2020: IA, 5G e automatização

| 11. fev 2020

De acordo com os especialistas da Konica Minolta, as principais tendências de IT para 2020 vão incidir sobre a inteligência artificial (IA), 5G e automatização. A IA terá um papel dominante uma vez que pode ser adotada e integrada, de forma ampla, nos mais variados processos, e a tecnologia 5G irá impulsionar ainda mais este desenvolvimento. Contudo, o utilizador permanecerá no centro das tendências tecnológicas e as preocupações com a ética digital e privacidade de dados vão continuar a ser prioridade.


  1. Inteligência artificial - o tópico dominante de 2020


A IA irá desempenhar um papel fundamental na transformação digital e na evolução das empresas no decorrer dos próximos anos. Irá assistir-se a uma adoção mais ampla desta tecnologia à medida que a sua utilização for implementada por fornecedores mais especializados, como a Konica Minolta.


A utilização crescente de IA será associada a um aumento de áreas suportadas por esta tecnologia, cuja evolução ​​também terá influência sobre outros processos digitais e a sua possível automatização.


  1. Automatização – evolução de processos de negócio


No passado, a automatização foi um fator crítico no processo de industrialização, tendo transformado, de forma significativa, os processos de produção. As tarefas repetitivas e manuais foram automatizadas e passaram a ser executadas por máquinas. É provável que a automatização se torne relevante, uma vez mais, com o suporte da IA.


O impacto poderá ser mensurado de forma quase imediata e cada vez mais tarefas poderão ser tratadas em simultâneo, existindo menos margem para erro e evitando sobrecarga de tarefas para os colaboradores, que poderão se focar em atividades mais produtivas.


  1. Analytics - uso e previsão de dados para eficiência ideal

O ano de 2020 será marcado por uma maior combinação entre a análise preditiva e descritiva - a análise prescritiva, ou seja, uma abordagem que prevê o futuro e justifica as previsões com base na análise descritiva. A análise e processamento de dados, em tempo real, traduz-se numa vantagem competitiva, uma vez que a tomada de decisão tem como fundamento fontes e análises fiáveis que proporcionam uma base sólida. Seja em disciplinas como business intelligence e data warehousing, ou através de CRM ou IoT, os dados criam um valor substancial para as empresas inovadoras.


  1. 5G - Além das telecomunicações

A crescente importância do 5G está a conduzir os vários players no setor das telecomunicações a direcionarem o seu foco nesse sentido. Contudo, as possibilidades vão além das telecomunicações. O 5G e as inovações tecnológicas vão ter impacto no quotidiano, essencialmente na mobilidade e na produção.


  1. Tecnologia focada no utilizador

A evolução e complexidade da tecnologia implica que o utilizador permaneça, cada vez mais, no centro das atividades. Esta análise tem sido fulcral para a abordagem da Konica Minolta ao escritório do futuro e os desenvolvimentos que tem previsto para este ano vão precisamente nesse sentido. De facto, as novas tecnologias aumentam o acesso e os pontos de contacto com o consumidor, tornando-os mais que apenas utilizadores. A chamada “democratização da tecnologia” influenciará bastante a forma como se desenvolve e tem acesso ao IT, e a Konica Minolta, ciente desta realidade, atua com uma abordagem holística para IT.


  1. Ética e conformidade digital – preocupações com o progresso técnico

À medida que vamos experienciando transformações significativas em IT, as preocupações acerca da ética e da segurança de dados aumentam. Embora o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) tenha entrado em vigor em maio de 2018, algumas empresas ainda procuram tornar os seus processos compatíveis.


Tendo noção do impacto que a IA pode ter no trabalho de várias pessoas, é necessário abordá-la e garantir um tratamento transparente dos dados recolhidos. As empresas têm que garantir que os dados são utilizados com segurança e armazenados de forma adequada. Para a Konica Minolta esta responsabilidade digital vai além das estruturas legalmente aplicáveis, devendo garantir-se a privacidade e manter a soberania de uma pessoa sobre os seus próprios dados e presença no mundo digitalizado.